terça-feira, 11 de junho de 2013

Nada mudou

Saudade.
Muita.
Saudade boa.
Saudade grata, afetuosa.
Bem querer.
Saudade de amor.
Te amo,não te amei, te amo.
Te amo na vida de verdade.
Na eternidade.
Grato por conviver contigo,
Na caminhada Universal.
Grato por continuarmos,
Sempre assim, juntos.
Desde o começo,
Até o infinito.
Mudou,
Só o local
E a paisagem.        Versos Simples

Autores: Luis Carlos Galofaro Junior/Agatha Galofaro







segunda-feira, 3 de junho de 2013

Gosto de gente


Gosto de gente de verdade.
Gente que é o que é ,não gente que é o que tem.
Gente transparente, não articuladora.
Gente em que suas palavras são em verbos, não adjetivos.
Gente que em qualquer canto, com qualquer pessoa, continua gente.
Gente que olha prá dentro, que olha no espelho.
Gente que saiba corrigir com sabedoria e afeto, que ensine e aprenda com o silêncio.
Gente humana, não indiferente.
Gente que defende à todos, não as que defende somente aos seus.
Gente que coloca gente em primeiro lugar.
Gente que saiba que valores, não são valore$.
Gente que luta com sabedoria, não com egoísmo e medo.
Gente que não vive de etiqueta. Que vive de conduta.
Gente que prospera como gente.
Gente que aprende com a Natureza.
Gente natural, não artificial.
Gente que entende.
Gente simples. Gosto de gente simples.    03/06/13  Luis Carlos Galofaro Junior



terça-feira, 28 de maio de 2013

Vivo nos dois





Nesse mundo, em que as coisas valem mais que pessoas;
Pessoas indiferentes aos problemas alheios
E aos próprios, internos...
Libertar desse mundo mentiroso,
Imposto,
Sobreposto.
Difícil e necessário.
Já conheço outro mundo,
Mundo real.
Em que as pessoas são valor,
São calor,
São amor.
Em que as coisas servem, não são servidas.
Em que as pessoas preferem servir, não servis.
Em que as pessoas, e seus pensamentos são ternos, eternos.
Ainda bem que já conheço,
Mas vivo nos dois,
Muitos amigos, nos dois.
A maioria,
Nem sabem dos dois,
Nem vivem nos dois,
Ou vivem sem saber,                   28/05/13    
Indivíduo, duo, dois.                  Luis Carlos Galofaro Junior


segunda-feira, 20 de maio de 2013

Minha Grande Verdade

Começar um poema
Sobre a grande verdade.
Aceitar o caminho da minha evolução.
Buscar o começo com muita humildade
Invocar meu espírito com o meu coração.

Minha grande verdade
Começa a fluir.
Compreender meu processo
de transformação.

A minha imagem e semelhança
Forjo meu próprio existir.
Sou humano-divino
Criador e criação.

Espírito Criador
Sem medo de assumir
O meu propósito de ser feliz.
Feliz é aquele que consegue reconstruir
Seu próprio mundo interno
E a função de servir.

Por que existir?
Se náo for para evoluir
Se não for para a humanidade servir
Se não for para se descobrir.

Descobrir que criar sem agir
É falta de Fé Consciente
Possuir a terra fértil
E não plantar a semente.

Semente da Criação
Semente Eterna, herança imortal.
Cultivar de forma transcendental.
Integrar os dois mundos.
De forma natural.                      Luis Carlos Galofaro Junior  03/11/09      





     

Grato ao Sol

Foi só hoje que observei
O mundo de alegria.
Todo tempo e não sabia.

Que tão perto estaria
Amor que contagia.
Com toda a grandeza, ele sorria.

Silenciosamente, recolocava-me em sintonia.
Maior de todas as terapias.
Humildemente, na minha janela
representando o nascer de todos os dias.

Imponente, estava ali
O Astro-Rei da energia
A Natureza em sabedoria.

Grato ao Sol
Por todos os dias.
Sabedoria.                  12/03/12   Luis Carlos Galofaro Junior



Gente boa não morre, colore

Uma camponesa, filha de italianos
Sem instrução, sem informação.
Muita Luta.
Só a vi chorando, na volta do filho.

Amor a vida.
Dançava,cantava,se arrumava.
Cada dia uma estréia.

A melhor cozinha do mundo.
Nada na geladeira.
Um banquete posto em mesa.

Sim, alquimista.
Amor transcendente,
Pratos de uma grande artista.

Magia
Administrava com sabedoria.
Inteligência e valentia.

Netos são filhos.
Guerreira, leoa.
Colaborativa,
Felicidade todos os dias.

Grandes coisas.
Vida simples.
Viver era a grande alegria.

Pescar, amigas, chás.
Até mesmo para dançar.
Me levava em todo lugar.

Só não gostava de meias
No aniversário.
Toda avó é assim.

Lápis de cores,
Aqueles de 36 cores.
Lápis de cores colorem papéis.
Minha avó coloria nossas vidas.
Tudo era cor, tudo é cor em meu coração.

Olhos verdes
Profundos, atentos.
Sensíveis,
Sempre em movimento.

Sorriso,histórias.
Feitos, memórias.

Viva! saudade.
Saudade boa, gratidão, muita.
O melhor aconteceu.

Sempre presente, alegre,
Gente boa não morre, colore.     Luis Carlos Galofaro Junior   05/03/12








Hora Certa

Tudo tem hora certa para acontecer.
Mérito.
Muitos esperam a hora certa.
Esquecem que a hora faz parte do tempo.
Tempo é movimento.
A inércia do esperar.
Oposto.
Não move a lugar algum.
Muito menos a hora certa.      01/03/12  Luis Carlos Galofaro Junior


Mesmo Lugar

Viemos do mesmo lugar
Estamos no mesmo lugar
Iremos para o mesmo lugar
Se se aprender a viver
Se se aprender a pensar.      Luis Carlos Galofaro Junior   14/02/12


Pureza Universal

Tudo o que eu for capaz
em vida,
de criar em versos,
é pouco perto da minha realidade essencial.
Poderia sonhar
amar
lutar
até ficar louco,
que não chegaria nem perto,
da grandeza e da pureza Universal.      11/01/12  Luis Carlos Galofaro Junior



sexta-feira, 27 de julho de 2012

Talvez


Talvez sejamos únicos,indivíduos,importantes para o Universo.
Talvez tenhamos uma missão.
Talvez sejamos criadores do próprio mundo.
Talvez não precisemos de intermediários,talvez não percorram nosso caminho.
Talvez tenhamos escolhido estar aqui.
Talvez tenhamos um único caminho a percorrer.
Talvez tenhamos que percorrer esse único caminho, unindo os fragmentos.
Talvez tenhamos nossos próprios recursos,mesmo que ainda desconhecidos.
Talvez sejamos parte Divina, e essa parte que temos dele, e talvez ele nos leve ao único caminho.
Talvez nossos recursos estejam na consciência.
Talvez possamos expandir ainda mais o que não conhecemos.
Talvez a felicidade exista, em pequenas porções nesse exato momento.
Talvez possamos unir essas pequenas porções de felicidade.
Talvez possamos dividí-la com os demais,que talvez tenham o mesmo caminho a percorrer.
Talvez essa divisão, no mundo real, não subtraia,amplie.
Talvez esse mundo, que acreditamos ser real, não seja o mundo real.
Talvez esse mundo seja apenas um fragmento do mundo real.
Talvez possamos viver nesse mundo, atuar nele,construindo o mundo real.
Talvez o mundo real um dia apareça, para quem se esforça e mereça.
Talvez você não acredite em nada disso, e respeito muito, também não gosto de acreditar.
Talvez não se deva acreditar no talvez, isso não leva a lugar algum.
Talvez o acreditar seja exatamente o oposto do saber.
Talvez o único caminho da eternidade só possa ser percorrido pelo saber.
Talvez esse caminho só possa forjado no conhecimento de si mesmo, e nas Leis Universais.
Talvez.                        

 Luis Carlos Galofaro Junior (versossimples.com.br)   27 de julho de 2012


segunda-feira, 9 de julho de 2012

Mundo dos Sonhos


Se olhar ao redor,
de toda a Criação
verá que é feita de sonhos.

Deus criou o Universo,
através de seus sonhos,
e criou o homem,
com tamanho amor,
que lhe deu a capacidade
de sonhar.

Tudo o que o homem criou,
foi através dos sonhos.

Sonhar é transcender,
transformar cada momento,
em mágico,especial.

O que seria do mundo
sem sonhos?

 O que escrevi
 agora foi movido por um sonho,
 de ver um sorriso lindo.

Sei que meus sonhos
Todos
serão realizados,
e quero colaborar com os seus.

E quando terminar nossos sonhos?
Criaremos mais sonhos,
porque viver sem sonhar
não é viver
e sonhar sem viver
não é sonhar.               Luis Carlos Galofaro Junior (versossimples.com.br) 12/06/07



Quero


Quero sonhar acordado,
e me ver ao seu lado,
no futuro inverno.

Quero viver no presente,
e viver consciente
sem perder um segundo.

Quero voltar no passado,
corrigir o errado,
refazer nosso mundo.

E mesmo com novos problemas,
não importa a grandeza,
estarei por perto,
todos os segundos.

Quero ficar aos seu lado,
te amar acordado,
sonhar realidade.

Quero te dar muitas flores,
rosas,orquídeas,
de todas as cores.

E sempre esperarei,
que durma antes de mim,
segurando tua mão.
E cobrirei você
com todo carinho,
e todo amor,
do meu coração.   Luis Carlos Galofaro Junior (www.versossimples.com.br)


23/01/08

Pequenas Porções Felizes



Minha essência
aprisionada
por grades de cordas
ou teclas.
Um simples sonho.

Começo,
através do conhecimento,
a libertar-me dessa bolha,
sutil e tirânica
condicionada na imaginação.

Transformo agora,
em sublimes notas,
um antigo sonho,
em uma realidade nova e eterna.

Em pequenas porções felizes,
vou construindo minha estrada
percurso consciente.

E observo,
que o que tem valor,
no real sentido de valor,
é cada instante
cada momento,
cada movimento.

E é por isso que eu vivo,
é por isso que eu luto,
é por isso que eu canto,
e não posso parar.       Luis Carlos Galofaro Junior (www.versossimples.com.br)




 21/12/08

O Melhor Momento



Vida,
Totalmente fora da vida,
na adolescência,
e começo da fase adulta
Totalmente personalidade.
Só vivi a infância,
sob a proteção da Criação,
mesmo com tantos elementos contrários,
sob a proteção do espírito.
Agora vivo,
agora sinto,
aquilo da infância,
naturalmente inconsciente.
Agora adulta,
gradualmente consciente.
Como ser adulto,
fosse referência,
pra viver dentro de mim,
meu indivíduo.
E de dentro pra fora,
começo a descobrir
minha história,
minha essência,
meus talentos,
minha existência.
Começo a viver,
reviver para sempre.
Uma linda vida,
um lindo Jardim do Éden;
o mesmo da infância protegida
meu melhor momento,
meus melhores movimentos,
meus melhores sentimentos,
só o começo.
Uma projeção arquetípica infinita,
infinitamente felicidade.
Simples,
como a tripla configuração humana
ainda não compreendida.
Simples assim,
como deveria ser,
como começa a ser


E sempre será,
a imortal e futura civilização do afeto.     Luis Carlos Galofaro Junior (www.versossimples.com.br)

O Caminho Está Dentro


Quantos Sóis haverão no infinito
se existir infinito,
ou um sem fom sem resposta.

Quantas Luas rodearão suas órbitas.
Quantos planetas, sistemas e cometas,
do tempo Universal.

Quantos seres diferentes,
sem raça, sem cor, origem,
indivíduos.

Quantas buscas incessantes no tudo
sem saber se esse tudo,
não é nada ainda, nem o começo.

Quantas buscas sem lógica,
em tudo que nos rodeia,
se tudo que procuramos
está dentro, no nosso mundo interno.

Anos-Luz, quilômetros,milhas,
velocidade,tempo,espaço.
Prá quê?

Olhar para dentro,para dentro
O caminho está dentro,
Quanto mais externo,
mais ficará no mesmo,
rodando,rodando,rodando
uma busca vazia.    Luis Carlos Galofaro Junior (www.versossimples.com.br)


 02/07/07

domingo, 8 de julho de 2012

O Canto da Alforria




Viver,
Buscando os fragmentos da minha existência.
Uma evolução contínua
Rumo ao Universo
E suas Leis.

Viver,
Sentindo tudo.
Em que todos enxergam pouco,
Por uma triste petrificação
Que um dia,
sei que acabará.
Mas parece inesgotável.

O meu caminho,
O meu destino.
Todos os meus pensamentos,
A minha herança
Em que minha felicidade,
Seja completa e estendida,
Para sempre.

Choro sim,
Mas é de alegria,
De ter encontrado minha direção
Naquele dia
Quebrando as correntes,
Da escravidão dos pensamentos.
Minha carta de alforria,
Destino traçado
A um paraíso de equilíbrio e harmonia.

E o que mais queria,
É que um dia,
Ah um dia!
Todas as pessoas deixassem de viver
Essa paralisia,
E ouvissem
A sublime melodia,
De um canto que liberta
Da imposta tirania.

E sei que um dia,
Vou cantar,
Com o máximo da afinação.
Mas vivo a cada dia.
O que importa é sentir,
Cada momento,
Cada nota,
Cada instrumento,
Curtir cada sentimento,
Atento.
Sem qualquer sofrimento,
Buscar os elementos.
Às vezes me falta
Conhecimento,
Às vezes demora,
Mas ao menos eu tento.    Luis Carlos Galofaro Junior (www.versossimples.com.br)



 09/11/08

Mundo Simples



No meu mundo
Tudo é tão simples,
Queria que no seu,
Fosse assim também,
O que mais importa
Sempre prevalece,
É que vale a pena
Viver um grande amor
No meu mundo existe o sol
Que brilha sempre,
As flores, as poesias, as estrelas,
Tudo sempre ali,
Imortal,eterno,
São essas coisas
Que tem valor.
O resto,
Nesse mundo comum dos homens,
Não tem valor,
Ou valor bem pequeno
Perto desse meu mundo.
No meu mundo
O amor sempre prevalece,
E no meu mundo
Sempre será assim.   Luis Carlos Galofaro Junior (www.versossimples.com.br)




09/07/10

Naturalmente Linda


Queria uma mulher como você,
Todos os dias.

Presenciando-me a todo tempo,
Naturalmente.

O seu sorriso, a sua boca
São a essência desse presente.


O seu olhar te entrega sim
Mostra o quanto é linda, atraente
Sua alegria é transparente.
Contagia, é envolvente.

Talvez não tenha idéia,
Do seu valor.
Você é a princesa,
Que qualquer príncipe ou plebeu
Sempre sonhou.

 07/08/2007

Luis Carlos Galófaro Junior - versossimples.com.br

Suas Reações



Seu Jeito
Tímido e divertido de escapar
Do meu coração
Traduz a certeza
De que com você serei feliz.

Com suas palavras
Perco a consciência
Quero torná-la real
E fazê-la feliz
Por toda a existência.

Naturalmente,
Você me seduz a cada momento.

Vibro por saber,
Que existe nesse tempo.

Sonho com o dia,
De ver seu semblante,
E eternizar para sempre
Esse instante.

Digo o que sinto,
Observo suas reações.
Elas me conquistam,
Completamente.

E que seja sempre assim,
A minha metade,
Que serei seu homem,
Para sempre.

Versos Simples- Luis Carlos Galófaro Junior

27/05/08





Duas Culturas


Gêmeos naturais
Buscas Artificiais.

Clones,mudanças, físico.

Querendo modificar o impossível.
Individualidade.

Íris,digitais

Cordas Vocais.
Herança, Genética
Não são iguais.
E nunca serão
Jamais.

Poder,lutas banais. 

Extremistas,
Bens materiais.

Riqueza vazia,

Animais
Medievais
Virtuais.

Oposta, essência

Leis Universais.
Resposta, pureza
Espirais.

Direção intra-espacial,

Natural
Transcendental
Espiritual.

Conhecimento, paciência, interno.

Evolução, Consciência
Ultramoderno. 
Nova Cultura
Perene
Eterno.

Versos Simples- Luis Carlos Galofaro Junior 02/07/07












Saber Navegar


Quando um barco está afundando,
Os ratos são os primeiros
A sair do navio. 

Apenas não avisaram,
Além de barcos
Existem submarinos

Além de ratos,
Indivíduos.

Coloco minha vida,
Dentro desse submarino. 

Emergindo
Rumo a algo grandioso.

Ter o controle
Desse submarino,
É maravilhoso.

É saber,
Que não importa o lugar
Seja profundo,
Seja escuro,
Límpido e caloroso.

O mais importante,
É saber navegar.

Versos Simples- Luis Carlos Galófaro Junior  08/12/10

Cadê Meu Amor


Quero meu amor
E sinto que ele existe
E precisa de mim.

Quero elogiar
Abraçar
Beijar.
Quero dar-lhe meu mundo
E simplesmente fazê-la feliz.

Cadê meu amor?
Não a vejo
Não a toco
Não sinto seu cheiro.

Me entristeço por saber de sua tristeza
Na falta do nosso encontro eterno.

Sei como ela é
E ela sabe como sou.
Só que por algum motivo
Ainda desconhecido
Não a tenho em meus braços.

Meu amor, quero você
Agora, hoje e sempre
E nunca mais perdê-la de vista.

É muito ruim viver sem você
Sem saber sua imagem
Seu sorriso

Sem sentir sua intensidade
Seu calor.

Difícil manter meu caminho
Sem tê-la ao meu lado.
Difícil viver sem teu amor
Que permanece ainda platônico, ou não.

Não sei por que não sei
Não sei se já te vi
Ao menos um instante
Na pequenez do tempo terrestre.

Mas quando te encontrar
Serei o mais valente dos homens.

Nossos momentos serão eternizados
Na grandeza do Tempo Universal
E plasmados na Criação.

Para que todos vejam
Para que todos sintam
E tenham consciência
Do que é um amor de verdade.

Luis Carlos Galofaro Junior (www.versossimples.com.br)

Atrofia Pela Imaginação

Tenho Fé consciente
Fé na superação
Não creio em nada, eu vejo
No Universo, e na Criação.

Luto, busco, conquisto
Planejo os meus ideais
A vida é movimento
Ficar parado é ficar para trás.


Não acreditem!
Em nada que digam
Diga não!
A atrofia da imaginação.
Milagres, mandingas, rezas
Falsas promessas da religião.

Pare e pense um pouco!
Observe quem atrasou o mundo!
Podemos dominar o tempo,
No nosso interno, a cada segundo.

08/07/07   

versossimples.com.br      Luis Carlos Galófaro Junior

Coisas Lindas


Já vi,
Já li 
Já vivi coisas lindas.
Ainda sim, existem coisas lindas,
Coisas ìntegras,
Coisas puras, 
Acima do meu entendimento do amor. 
Um dia quero experimentar 
Esse amor com toda sua essência.
Enquanto não experimento,
Fico aqui lendo a natureza.
Escrita por lindas palavras
Que reverberam meu interior.    Luis Carlos Galofaro Junior (www.versossimples.com.br)



12 de janeiro de 2011

O Afeto


Amor com liberdade e plenitude.
Só assim consigo amar.
Um amor sem posses, 
Um amor consciente,
Muito maior do que o amor,
O afeto.
O afeto é o amor eterno,
 é o amor que quero viver.
 Meu silêncio é simples,
 Vivo no eterno,
 E seres que vivem no eterno,
 nada temem.
 A saudade, 
quando sentida com afeto, 
é nobre.   Luis Carlos Galofaro Junior (www.versossimples.com.br)

Alguns Segundos


Digo sempre que não tenho medo,
Que o temor não faz parte de mim
E quando me vejo sofrendo
Com problemas mundanos pequenos
Observo que tenho sim.

É difícil o equilíbrio constante,
Tomar conta da própria vida
Controlar pensamentos dominantes
Tornar minha mente pensante.

Admito que tenho temores
E que devo lutar por valores
Alimentar pensamentos melhores
E sutilmente desnutrir os piores.

Descobrir que meu maior temor
É o maior temor do mundo
Para para pensar
Que não consigo parar
De ser pensamento
Sequer por alguns segundos.


                              


    Luis Carlos Galofaro Junior (www.versossimples.com.br)  11/03/08







                                                                            

Impostores

Ser humano
Escondem de ti, sua própria natureza
Sua configuração
Sua maior riqueza.

Todas as mentiras
Dos grandes impostores
Sugadores
De sangue imaterial.

Quem manda, também não sabe
Que de fato, só obedece
É mais um infeliz.

O domínio é invisível
O Sistema é invisível.
Exercer o livre-arbítrio
dessa forma é impossível.

Braços físicos
Limitantes da própria ignorância
Impossibilidade transcendente.
Mundo seu, próprio criador
Próprio mundo.

Só quem tem
Coração para servir
E buscar na própria essência
Encontrará sua imagem e semelhança.
Servir, a quem? A que?

Abaixo a personalidade
A própria.
E a dos personagens.
Mascarados de todas as esferas.
Governantes do planeta atrasado.

Queimando
Prendendo
Matando.
Sábios do Conhecimento real.
Valentes construtores do mundo ideal.

Intermediários
Fantoches do Sistema.
O Criador não precisa de nada.
É grandiosamente simples,
simplesmente Criador.

 Luis Carlos Galofaro Junior (www.versossimples.com.br) 17/10/2010





                                                                 

A Tal Saudade


Sinto saudade, do seu carinho
Do seu amor, da sua entrega
Das suas manias, que não gostava
Sinto saudade, disso também.

Quanta saudade, daqueles tempos
Muito calor, muita paixão
O seu cheirinho de adolescente,
E seu olhar de preocupação.

Você fazia minha alegria
Tenho saudade das aveturas.
Infelizmente eu não sabia
Que te amava, minha ternura.

Só a saudade, traz a verdade
Dos sentimentos e sua grandeza.
Talvez a falta, da tal saudade
Esconda o amor, e sua pureza.

  Luis Carlos Galofaro Junior (www.versossimples.com.br)  03/06/2007





                                                                                                                                              

A Indiazinha Mais Linda


Deus fez-me poeta
E você inspiração.
Fez-me intérprete de suas expressões.
Fez-me autor das histórias lindas,
Fez-me descobrir sentimentos e emoções.


Fez-me perceber
O quanto você desperta
amor, beleza, sutileza.

Fez-me encontrar
A indiazinha mais linda
Acordar de um sonho
Para viver momentos felizes.

Fez-me observar
O quanto és bela
E o quanto és belo
O meu afeto
Espelho de sua natureza.


  Luis Carlos Galofaro Junior (www.versossimples.com.br) 17/07/2008






                                                                    

sábado, 7 de julho de 2012

Essência da Vida



Vida,
Qual é a essência da vida?
Realidade,
Ou apenas
Um fragmento de realidade?

Vida é feita de sonhos?
Ou sonhos realizados
Que vão construindo a vida?

Lutas, são verdadeiras?
São reais em seu valor?
Lutas existenciais.

Cada dia é uma vida
Uma oportunidade
Fragmento de felicidade.

Momentos.
Momentos de alegria,
Entusiasmo.

Dor,
União,
Momentos de afeto,
Carinho,
Abraços,
Respeito,
Cumplicidade.

Momentos do coração
Da eternidade.

São os pequenos grandes momentos
que constroem.

Quem estiver mais atento
Observando cada movimento,
Além de viver mais momentos
Poderá construir mais momentos.
E compreender que
A verdadeira vida
É moldada na pureza
E na simplicidade
dos melhores momentos.



  Luis Carlos Galofaro Junior (www.versossimples.com.br)

Linda moranga



Grata alegria,
Quem diria,
No meu caminho,
Caminho terrestre,
Teria uma trilha silvestre.

E nessa trilha,
Em que já caminhei tanto,
Encontraria a mais linda poesia.

Pontuada no rosto,
Marcada pela natureza.

Demorei a compreender.
Tantos degraus dessa ponte,
Dessa trilha.

Valorizar todo o percurso,
Não tropeçar mais,
Nas mesmas pedras.

Só não sabia
Da verdade do pote de ouro.
Melhor do que a verdade
De antes
É que é ouro moldável.

Posso transformá-la
em arte eterna.

Não é mais crer,
É saber.
Saber exatamente o que quero.

Não mais encontrar o destino,
mas forjar meu caminho.

E ao meu lado,
Sempre ,
O fruto colhido doce,
Colhido com todo o amor,
Que alimenta meu coração.

Não mais apenas
Um fruto silvestre,
Agora  fruto celeste.
Um fruto morango,
Feminina,moranga doce.

Simplesmente linda,
Linda moranga, linda.
Linda moranga,
Linda Iandra,
Linda. 

 Luis Carlos Galofaro Junior (versossimples.com.br) São Paulo,09 de agosto de 2011


segunda-feira, 2 de julho de 2012

Fragmentos de Amor

O amor consciente,
está no tempo eterno,
forjado no presente.

O amor é a natureza.
É o durante.
É semear,plantar,colher.
O amor é constante.

O amor não critica,
orienta.
O amor não diminue,
se movimenta.

O amor não tem tempo,
nem vontade.
O amor é o tempo da imortalidade.

O amor é um abraço,
um sorriso,uma brincadeira.
O amor é o entusiasmo,
em cada maneira.

A mudança na cor dos olhos,
manifesta o brilho do amor.
Uma comida que faz recordar,
simplifica seu sabor.

O amor é querer um filho,
que colabore com o mundo.
A luta pelo bem,
é prova de amor profundo.

O amor em canto, é irradiante.
Aparece nas manhãs,
o amor é falante.

O amor jamais é patético.
O amor é afeto em versos,
é poético.

O amor não tem gênero musical.
O amor é o canto Universal.

O amor é direito e merecimento,
e não sorte.
A inércia é a morte.

O amor não tem time,
intermédio ou religião.
O amor é natural,reconciliação.

O amor é simples,
parte divina em essência.
O amor é permanência.

Como compreender amor
servido em pequenas porções?
Unindo os fragmentos,
tocando corações.    Luis Carlos Galofaro Junior (www.versossimples.com.br)